Operação Licantropo — Desafio de Abril

testata1
À medida que entramos em abril de aqueles que estão andando este Caminho estão entrando já no segundo trimestre de seu ano, acrescentando disciplina por disciplina e criando uma base de solidez do qual o seu próprio trabalho e mito florescerão com o tempo.

Esta época do ano é, além disso, um símbolo de novos empreendimentos, novas visões para explorar, e a época do ano em que muitos povos pagãos celebravam o conceito de vitória e conquista. Como tais, estaremos abraçando essa ideia e colocando em teste um pouco do que temos nos focado.

Em primeiro lugar, vamos começar por avançar com a nossa meditação para a prática da técnica chamada “Caminhando as Trilhas do Fogo”, apresentada no “Vakandibok.” Ele é tratado com profundidade lá, por isso não vamos gastar muito tempo ruminando essa informação aqui, ressalvando que este trabalho irá lançar as bases para o que nós estaremos trabalhando contíguo as nossas práticas de meditação no restante do ano seguinte. Pratique com o máximo cuidado e dedicação como faria com qualquer parte do seu aprendizado, para gerar os benefícios da prática adequada — e não mal executada numa repetição infértil.

Em segundo lugar, no espírito de sacrifício aos deuses dos nossos antepassados, para dadivar a vitória àqueles que mantiveram a fé / amizade, vamos escolher um dos nossos hábitos de prazer (ou seja, as atividades envolvidas especificamente pelo amor ao prazer apenas), e absteremo-nos dele por um mês. O conceito de sacrifício é exclusivo do homem moderno que é menos atado à natureza vegetal e animal, e ressoa para muitos em um nível mais profundo quando associada ao tempo, ao prazer, ou se abstiverem-se de um comportamento habitual como um ato sagrado. Em um sentido prático no que se refere à conquista e à vitória, muitas vezes é o homem que está disposto a doar-se mais para atingir sua meta que irá sobrepujar os hábitos. Se não estivermos familiarizados com o conceito de sofrer deliberadamente por uma causa maior, nunca iremos desbloquear a força interior que essa prática contém. Escolha algo difícil, e sangre isto no altar da disciplina.

Em terceiro lugar, vamos escolher um assunto para abrir uma competição durante o mês de abril e, vamos abrir um juramento na competição escolhida. Isso pode ser qualquer coisa, desde um desafio de escrita, um encontro de levantamento de peso, um torneio de jiu-jítsu, luta de boxe, ou corridas com amigos. A forma escolhida não importa. A razão e a intenção para isso é que muitas vezes nós praticamos nossas habilidades em um vácuo para onde elas vão sem teste algum. Ao optar por nos colocar na linha na competição, vamos encontrar a verdade e a honestidade para conosco, e sermos capazes de compreender melhor o assunto em que temos que focar.

A competição em si não tem de ser feita em abril, abra um juramento simplesmente, tenha uma data concreta com o destino previsto para marcar o treinamento com um propósito. Se você se sente confortável competindo em uma arena, use isso como um desafio para alargar o seu horizonte e colocar outra habilidade à prova. É somente através da resistência que o homem se torna rei e senhor de si mesmo.

Estamos ansiosos para uma temporada de primavera próspera [e um outono auspicioso no hemisfério sul], e desejo para vocês tudo que seja cheio de nêmesis, ordálio, e a paixão flamejante que somente esta vitória duramente conquistada pode produzir.

Ferro e Sangue!
XCII
Paul Waggener
millitant strenght kulture
~ Tradução livre de Úlfgangr

~ Comunidade Avernal da Canídea, Pacto da Alcateia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s